15 de jun de 2008

Casa de Tolerância

Gabinete de Tran$ação

A putaria está em solta, graças à cafetina do Piratini, que fez daquele palácio uma casa de tolerância. Tolerância com corrputos confessos, como César Busatto, e de intelorância com os movimentos sociais. Desde a inauguração é um entra e sai, uma rotatividade de fazer inveja ao Gruta Azul. O principal jornal do Grupo RBS, uma espécie de cla$$ificados onde são anunciados os clientes, mediante pagamento é claro, estão os registros de entrada e saída dos clientes, novos e antigos: Antônio Britto foi fotografado tentando esconder o rosto. No menáge anunciado com pompa e circunstância, denominado Gabinete de Tran$ação, Jair Soares saiu antes de ter penetrado. Traduzindo, foi uma ejaculação precoce. Não nos esqueçamos que Berfran, o Rosado, também saiu antes de vestir a camisinha. Busatto anúnciou carne nova no pedaço, em bifes: a picanha do Banrisul com os sexagenários do Simon, o seletivo, antigos freqüentadores do prostíbulo do DNER & DAER, cujo principal cliente rima com quadrilha. O Detran com o pessoal que já foi da Arena, virou i$$o e aquilo, mas nunca se desgrudaram das tetas, com a famiglia germânica tirando seus pizzu à siciliana. A CEE, e antes o Conceição, foram estuprados ao brinde de um Martini.
A tudo isso, o maior grupo de comunicação do Estado, participa como um simples voyuer onanista. Um editorial generalista, condena a corrupção brasileira, dizendo que os gaúchos não toleram. Nenhuma palavra da RBS condenando Yeda, mas sobrou para "o oportunismo demagógico de agremiações políticas que apelam para a excepcionalidade do impeachment, sem que haja suficientes provas para a adoção de tal medida neste momento". Provas: por enquanto foram 40 milhões roubados, há gravações e documentos apresentados, há demissão de secretários envolvidos, há a tolerância da cafetina, e não há provas!
A Sacanegem em detalhes:
Sabe como a ZH divulga um classificado codificado: "Em avaliação sobre o trabalho da CPI do Detran, apenas 4% dos pesquisados disseram discordar da necessidade da comissão." O convite cifrado, aqui traduzido, é o seguinte: a unanimidade dos gaúchos desejam a prorrogação da CPI do DETRAN. No jargão de bordel, COMI$$ÃO é #@+&%$ZH!

Um comentário:

Alvaro Andrade disse...

Adorei as palavras fortes do início! Putaria e cafetina! Muito melhor que quadrilha e bandidos!
Se achar interessante, me add nos favoritos! Abraços!