20 de mai de 2004

Sweet Movie - o DVD

Um afrodisíaco vencido. Este talvez fosse a epígrafe mais adequada para este filme da Movie Star. É o típico filme metido a Cult que ninguém curt(e). Um co-produção França, Alemanha e Canada, dirijida pelo iuguslavo Dusan Makavejev e estrelada pelas atrizes Carole Laure e Anna Prucnal. Alguns diretores atuais aproveitaram algumas idéias. Explicitamente David Byrne (True Stories) e, implicitamente, Marco Ferreri (A comilança).
Cheio de significados, ou pretendente a tal, desagrada a políticos de esquerda e direita, quando esta diferença fazia sentido na vida política.(A diferença existe e faz sentido, embora muitos se candidatem, poucos são os que praticam.) Faz a crítida de toda forma de censura, pelos exageros; uma mistura que, em termos locais, talvez a Terreira da Tribo, do grupo Ói Nóiz
Aqui Traveiz
seria capaz de encenar.
Ao fim, a mensagem é de otimismo, e nem tudo o que parecia perdido de fato está.
Naquele tempo (1974), ainda não havia George Bush pai e filho, Ariel Sharon, Lula e Pinochet.

Nenhum comentário: