28 de nov de 2010

Constantino e o decálogo de jegue

Ditadura Roberto Marinho e João FigueiredoDurante a campanha eleitoral recebi um texto para lá de divertido. Não tive tempo para ir atrás. Agora procurei na internet pelo vira-bosta e vi outros textos de igual lavra. O botão do meio do mouse apresenta um raciocínio mais elaborado. O Camicia nera do jornalismo tupiniquim se orgulha de ser individualista, mas quer falar em nome da sociedade. Pura lógica… Gostei muito quando ele confessa que “Os piores “coronéis” do PMDB estão todos com Dilma! “ Claro, os melhores ficaram com Serra. Constantino não é coronel, nem soldado, é “avião”…

Aliás, depois do Marcelo Madureira, o sujeito mais engraçado da turma do Instituto Millenium, aquele que nasceu das cinzas do Café Millenium, é um tal de Rodrigo Constantino. Uma espécie de Jair Bolsonaro com menos grife e mais empáfia.  Não é o cara da piada pronta, é A piada. Pronta e ponto.

Os argumentos apresentados estão muito próximos do que pensava o Cardeal Joseph Ratzinger quando ainda militava na juventude hitlerista. Se fosse italiano, teria sido balilla. O cara ostenta um MBA – Muares, Burro e Asno, mas escreve coisas do tipo: “Perplexo ao ver que pessoas de bom nível financeiro e social desconheciam certos fatos sobre Dilma e o PT.” Perplexo fico eu com esta raciocinada. Ele deve ter escrito pensando na sua figura, afinal, não demonstrou, em momento algum, que a conhecia. E preconceito não é nem nunca foi conhecimento. Como se “bom nível financeiro” fosse sinônimo de conhecimento. E nível “social” eu nem sei o que ele quis dizer com isso. Afinal, é próprio do ser humano viver em sociedade. Mas para quem escreve, “individualismo, sim; sociopatia, não”, perpetrar outras bobagens não faz a menor diferença. Aliás, ele se acha tão importante que até usa ponto e vírgula. Agora me diz uma coisa, tudo o que um MBA conseguiu introduzir na cachola do rapaz foi que nível financeiro + nível social são insuficientes para conhecer Dilma e o PT. Sério? Deve ser este grau de discernimento que o leva a ocupar espaço na mídia golpista.

O primeiro mandamento é algo do tipo que nos faz pensar como a humanidade sobreviveu sem ele: “1- não voto em ex-terrorista e ex-assaltante que lutava para implantar no país uma ditadura comunista como a cubana, e que até hoje afirma ter orgulho dessa luta, sem ter mudado de lado”. Uma anta que fizesse MBA apresentaria um nível de argumentação melhor elaborado,  e para isso ela sequer precisaria ter bom nível financeiro e social. É mais ou menos como dizer que ele é favor da tortura, de fechar jornais, de assassinar jornalista (Herzog), políticos (Rubens Paiva). Ele, com certeza, colocaria uma bomba no show do dia do trabalhador (Atentado do Riocentro) só para botar a culpa na Dilma…Como ele se identifica com ditadores e torturadores, não é de admirar que não consiga entender que quem luta contra ditadores possam se orgulhar disso. Bem pensado, como ele poderia se orgulhar que alguém lutasse contra ele… Burrice  a minha, não é?!

Para que continuar. Tudo tão racional, tudo tão MBA… Mas vou concluir com o décimo mandamento, que fecha com chave de ouro tudo o que uma mente doentia consegue escrever depois do cilício. Isso mesmo, cilício com “c”. Não confunda com lítio, o remédio que ele não toma mas deveria.

10- Censura da imprensa. Censura da imprensa. Uma vez mais: censura da imprensa. Ancinav, CNJ, PHDN-3, o PT já deu claras demonstrações de que pretende continuar sua tentativa de censurar a imprensa. A democracia corre perigo, de verdade. Como votar em alguém assim? Seria um atentado à nossa democracia, que ainda não está sólida o suficiente para resistir aos golpistas. Não seja cúmplice disso! Não vote em Dilma.”

Escreveu três vezes a mesma expressão parecendo querer demonstrar ênfase pela repetição. Deve ter aprendido no MBA para gago. Já o CNJ entrou no credo por um ato falho, dos tempos em que Herodes atendia por Gilmar. E não era eu. Ele poderia ter citado um exemplo de censura da imprensa, um único. Não conseguiu, gaguejou. Aí tergiversa.  Aí o cara que apoia golpista, torturadores e ditadores, rola mais um bolinha de merda para o ninho de onde saiu: “atentado à nossa democracia, que ainda não está sólida o suficiente para resistir aos golpistas.” Eu não falei que ele colocaria bomba no Riocentro?! Típico de um apóstolo da Opus Dei. Quem já foi seminarista como eu sabe que após o cilício é que aparecem os tolos (após + tolos).

E agora, Constantino? A Dilma foi eleita, mas não vá perder seu sono carregando bomba no colo pelas noites no Riocentro. Seja razoável!

 

Fiquem com a lavra da “obra” (opis…) encaminhada pelo IP 189.73.144.189

Submitted on 31/10/2010 at 10:38 AM

Porque não votar na Dilma.
Rodrigo Constantino:

Perplexo ao ver que pessoas de bom nível financeiro e social desconheciam certos fatos sobre Dilma e o PT, resolvi resumir os 10 principais motivos pelos quais não voto na candidata:

1- não voto em ex-terrorista e ex-assaltante que lutava para implantar no país uma ditadura comunista como a cubana, e que até hoje afirma ter orgulho dessa luta, sem ter mudado de lado;

veja072- este foi o governo mais corrupto da história deste país! O livro “O Chefe” refresca a memória do que foi esse governo. José Dirceu é “chefe de quadrilha”, Lula claramente sabia de tudo, e Erenice Guerra é braço-direito de Dilma. Roubaram como ninguém! E foram pegos roubando! Votar neles significa dar uma carta em branco, autorizar a roubalheira, dizer que não se importa com isso tudo. É matar de vez a ética! E não esqueça de Celso Daniel, assassinado de forma até hoje obscura;

3- essa turma tem um projeto autoritário de poder, e está disposta a tudo por isso. O PNDH-3 dá uma idéia do que eles realmente querem: censurar a imprensa de vez e transformar o Brasil numa grande Venezuela, do camarada Chávez. O PT fundou com o ditador Fidel Castro o Foro de São Paulo, onde até os sequestradores e traficantes das FARC chegaram a participar;

4- em economia o governo foi totalmente irresponsável, o crédito estatal já representa metade do crédito no país, e isso é um perigo. Nenhuma reforma estrutural (previdenciária, trabalhista e tributária) foi feita. O partido condena as privatizações como se fosse um pecado tirar as tetas estatais dos sindicatos, políticos corruptos e apaniguados. Se hoje temos crescimento, isso se deve mais às reformas de FHC, ao contexto internacional e aos estímulos insustentáveis do governo, cuja conta vamos ter que pagar depois;

5- no âmbito internacional, Lula se aliou aos piores ditadores do mundo, fez um estrago na imagem do Itamaraty, abraçou assassinos e politizou o Mercosul, sem falar de seu discurso anti-americano mais que atrasado;

6- o PT aparelhou toda a máquina estatal, toda! Os sindicalistas tomaram conta de tudo, incluindo a Polícia Federal, o que é um risco enorme ao Estado de Direito. Tomaram conta das estatais, das agências reguladoras, do Itamaraty, dos fundos de pensão, das ONGs, e até do STF!

7- O presidente Lula é possivelmente a pessoa mais imoral que já vi na minha vida! Lula é mitomaníaco, mente compulsivamente, demonstra claros sinais de perversidade até. Seu populismo demagógico é absurdo e lembra os piores caudilhos que esse continente já teve (e ainda tem: Chávez na Venezuela, casal K na Argentina, Evo Morales na Bolívia, Rafael Correa no Equador). Lula ridiculariza as leis o tempo todo, misturando a função de presidente com a de garoto-propaganda de partido;

8- O MST apoia Dilma, e Dilma veste o boné do MST, literalmente. O MST é um movimento criminoso, financiado por nossos impostos, que invade propriedades privadas, que defende a revolução armada comunista em pleno século XXI;

9- Os piores “coronéis” do PMDB estão todos com Dilma! Sarney, Michel Temer, Ciro Gomes, Jader Barbalho, Fernando Collor, e muitos outros, todos aliados de Dilma. O fisiologismo chegou a patamares impensáveis no governo Lula, e tende a piorar com Dilma;

10- Censura da imprensa. Censura da imprensa. Uma vez mais: censura da imprensa. Ancinav, CNJ, PHDN-3, o PT já deu claras demonstrações de que pretende continuar sua tentativa de censurar a imprensa. A democracia corre perigo, de verdade. Como votar em alguém assim? Seria um atentado à nossa democracia, que ainda não está sólida o suficiente para resistir aos golpistas. Não seja cúmplice disso! Não vote em Dilma.

Um comentário:

claudia cardoso disse...

A desgraça maior é que este cara é professor da PUC!

@meda