17 de nov de 2010

A síntese filosófica da direita brasileira

Technorati Marcas: ,
Matou o emprego na MTV e foi ao cinema em Miami

ViajaNet fatura mais com classes C e D e atrai investidores

Valor Econômico - 16/11/2010

Um ano de pois de lançado, o ViajaNet, um dos primeiros sites de viagens online a focar nos consumidores das classes C e D, amplia faturamento e a

Technorati Marcas:
trai investidores.

A empresa acaba de receber aporte financeiro, de valor não informado, de dois grupos estrangeiros, o espanhol IG Expansion e o americano Redpoint Venture Capital. Os novos sócios passam a ter 40% da operação.

O faturamento previsto para 2010, de R$ 12 milhões, foi superado nos primeiros meses da operação. A previsão, agora, é de fechar 2010 com vendas de R$ 55 milhões.

"Nosso site despertou a atenção, não só pelo resultado, mas também por ser muito focado no novo consumidor de turismo", diz o sócio-fundador do ViajaNet, Bob Rossato. Conforme pesquisa feita pelo portal, de cada 100 passagens ou pacotes vendidos pelo site, 63 são comprados por consumidores das classes C e D.

No Viajanet, se o usuário digitar como destino "Maiami", o sistema entende que o o consumidor está se referindo a Miami, nos Estados Unidos. "Toda linguagem é direcionada ao cliente C e D", explica Alex Todres, também sócio-fundador da agência. No Serviço de Atendimento ao Cliente, os atendentes são treinados a falar bilhete de viagem em vez de "e-ticket" e balcão de atendimento da companhia aérea no aeroporto em vez de "check in". "Muitos consumidores não conhecem essas expressões", diz Todres. Outra ideia dos sócios que agradou o consumidor do site foi a ferramenta "Busca Preço", pela qual são selecionadas as passagens mais baratas de cada mês. "Assim o cliente pode escolher que dia poderá viajar pagando menos", diz Todres.

Toda essa experiência com o público de menor renda, os dois executivos conquistaram estudando o comportamento do consumidor de baixa renda e também durante a passagem que tiveram pelo PanAmericano Viagens (do banco do Grupo Silvio Santos, atualmente sob intervenção). Antes disso, haviam trabalhado no site Decolar.com - hoje um dos maiores sites do setor, à frente do Submarino Viagens.

O Viajanet, segundo os dois sócios, quer brigar de igual para igual com seus rivais. "Nossa previsão para o ano que vem é chegar a R$ 220 milhões - quatro vezes mais que o previsto para 2010." Com o aporte dos dois fundos de investimento, o ViajaNet pretende expandir sua atuação para outros países da América Latina. "Esse é um mercado que agora temos estrutura para explorar, mas ainda não temos nada planejado", diz Rossato.

O Viajanet foi fundado pelos dois sócios em novembro de 2009, com investimento de R$ 1 milhão e participação do fundo americano Travel Investment Technology. A atual composição acionária da empresa não foi revelada.

Nenhum comentário: