3 de jun de 2004

Live or dead

Os EUA se firmaram, e influenciaram o mundo após sua independência, através da máxima liberal "live and let live", viva e deixe viver. É claro que só dizia respeito ao círculo da elite branca. Índio bom era índio morto, pois sobravam as terras para os predadores brancos. Já os negros eram bons mortos... melhor se fosse de tanto trabalhar para os brancos. A filosofia inicial, que serviu de base filosófica para a Independência virou curiosidade acadêmica.
Primeiro foram as lutas internas, dia e noite se matando. Pegaram gosto pelo gosto, e, como Serial Killers (a origem da expressão não poderia ser de outra língua...) saíram pelo mundo matando quem não se enquadra como vassalo dos "comedores de bacon".
No Vietnã, Coréia, Afeganistão, Somália, Guatemala ou Iraque o lema é "dead or dead". Mas tudo a sangue frio, posto que o uso da razão não permite emocionalismos.

Nenhum comentário: